DISCIPULADO (1)


Atualmente temos visto grandes movimentos evangelísticos, onde várias pessoas aceitam o evangelho anunciado, um enorme número de pessoas agregam às igrejas, mas a maioria não firmam na fé, a maioria desviam-se dos pés do Senhor. Por que isto ocorre? Onde está a falha para que isso ocorra? A falta de estrutura de fé, a falta de base na Palavra de Deus, é esse o problema?

Entenda-se por DISCIPULADO, o processo em que o novo convertido recebe todas as instruções indispensáveis para a sua formação e o crescimento de sua fé, estando apto a fazer discípulos.

DISCIPULADO é uma das prioridades que Jesus estabeleceu para o crescimento da igreja. O discipulado não é o mesmo que evangelizar, pois vemos no livro de Atos, capitulo 2 e versículo 47b que “todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar”, já nos versículos 40 e 41 diz que “com muitas outras palavras isto testificava, e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa. De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra: e naquele dia agregaram-se quase três mil almas”. (não há batismo sem discipulado real)

O crescimento explosivo da Igreja no primeiro século da Era Cristã se deu por meio do discipulado. Jesus, como mestre, também formou o Seu grupo de discípulos, começou com os doze (Mt c. 10, v. 1-4), depois com setenta (Lc c.10, v. 1) e finalmente, com mais de quinhentos discípulos (I Co c. 15, v. 6).

A falta de discipulado nas igrejas produz crentes fracos espiritualmente e descomprometidos com a cruz de Cristo (Mt c. 16, v. 24). A igreja atual deve investir maciçamente no discipulado, pois trata-se da formação do caráter de Cristo (Ef c. 4, v. 13).

Uma igreja sem discipulado estagna seu crescimento e compromete o seu futuro, gerando com isso muitos desviados, que não permanecem servindo a Deus pela falta de estrutura de fé (Mt c. 7, v. 26, 27). Não contente-se em apenas fazer com que o pecador aceite a Jesus como seu Salvador. Ensine-o a identificar-se com Cristo desde seus primeiros passos de caminhada de fé por meio de um método sério de discipulado.


Continua...


Em Cristo,
Marcelo Vieira
Membro da AD.
Prof. da EB.
Coord. da UMADEMA.

6 comentários:

Philadelfia - Evangelismo e Louvor disse...

Paz, nobre amigo e irmão Marcelo!

O tema é interessantíssimo e o primeiro post está muito bom!

Fiz uma postagem indicando esta série de estudos.

Estarei acompanhando...

Um abraço, nobre compaheiro de luta!

Em Cristo,

Elian Soares
www.evangelismoelouvor.com

Philadelfia - Evangelismo e Louvor disse...

Prezado Marcelo,

Já publiquei a matéria sobre a palestra com o Pr. Antonio dos Santos.

Não fiz como pedistes - publicar no blog da UMADEMA - pois não tenho a senha, visto que é particular (sua). Só peguei naquela vez (publicar a postagem do Centenário e a mudança do layout do blog e, logo após rasguei a anotação).

Copie a matéria e cole nos blogs desejados.

Um abraço na paz do Senhor Jesus.

Em Cristo,

Elian Soares

Rinaldo Santana disse...

Gaça e paz, Caro Marcelo é um assunto de grande importancia, porque muitas pessoas acham que adoração é apenas mexer com o emocional das pessoas, mas a verdade é que a verdadeira adoração envolve a maturidade espiritual, por isso quando adoramos a Deus precisamos fazer um analise:
1 Como será que Deus vê a adoração que lhe prestamos?
2 É impoortante a forma exterior do louvor?
3 Que tipo de adoradores Deus nos considera?
4 Que tipo de adoradores Deus está procurando?
Que possamos qualificar o nosso louvor, a nossa oração,o nosso testemunho e a nossa pregação, de maneira, que esteja no centro da vontade de Deus.
veja ainda:http://rinaldoeapalavra.blogspot.com/2009/11/quatro-marcas-de-um-verdadeiro-adorador.html

Lucas Marin disse...

A Paz do Senhor seja contigo irmão.

É grande a importância de recebermos a Palavra de Deus em nossos corações e com ela nos alegrarmos.
Mas há uma grande importância de estarmos sempre partilhando a nossa fé e fortalecendo uns aos outros na fé.

A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. Colossenses 3:16

Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis. 1 Tessalonicenses 5:11

Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. Romanos 15:7

Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. João 13:35

Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo. Gálatas 6:2

Marcello de Oliveira disse...

Shalom!

Uma alegria conhecer seu blog. O Eterno resplandeça o rosto Dele sobre ti e toda a sua família.

MEdite no Sl 36.8,9

Nele, Pr Marcello

visite>> http://davarelohim.blogspot.com/

e veja o interessante texto:

Afinal, Deus se arrepende ou não ?

P.s>>> Caso vc se identifique com o blog, torne um seguidor. Será uma alegria!

Grato.

Alexandre Pitante disse...

Paz do Senhor,

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.